Menu

Ortodontia (Aparelhos Dentários)

alinhamento dentes
ortodontia

O que é a Ortodontia?

A ortodontia é uma especialidade da medicina dentária que faz a profilaxia, o diagnóstico e o tratamento de dentes que não se articulam de modo satisfatório. Estuda e corrige dentes tortos e desalinhados. Corrige o osso do maxilar quando posicionado de forma incorreta. Corrige a "mordida" e dentes que não se encaixam corretamente. A par dos convencionais aparelhos de metal e cerâmica, surgem técnicas mais discretas que atraem muitos pacientes, nomeadamente os transparentes ou invisíveis.

O que é um ortodontista?

Um ortodontista é um médico dentista com competências acrescidas no tratamento e correção de posicionamento dos dentes. Identifica a intervenção necessária para que, ao longo do tempo que decorre o tratamento, as correções sejam efetuadas e os dentes fiquem alinhados.

Quais são os objetivos do tratamento?

O tratamento ortodôntico melhora a saúde em geral e a saúde oral. Melhora a aparência de uma pessoa através de um sorriso bonito. O rosto fica favorecido e em harmonia com os dentes e os maxilares. Melhora a função fonética e a articulação das palavras. Corrige a função mastigatória. Para além do objetivo óbvio que é a estética, o encaixe incorreto dos dentes traduz-se em incapacidade da mastigação, dificuldade na fala, dores no pescoço, articulações, cabeça e ouvidos.

  • Devolve dentes saudáveis e estéticos a adultos, jovens e crianças;
  • Corrige a posição de dentes que já nasceram;
  • Corrige a função mastigatória;
  • Permite o crescimento correto de dentes permanentes.

Sou candidato a um tratamento?

Este diagnóstico compete ao médico dentista, ortodontista. Este médico além do curso regular de medicina dentária fez também uma especialização em ortodontia.

Para diagnosticar o tipo de tratamento ortodôntico utilizam-se instrumentos de diagnóstico tais como exame clínico, moldes de gesso dos dentes, fotografias e radiografias como a ortopantomografia ou radiografia da face e telerradiografia ou radiografia do perfil.

Através dos instrumentos de diagnóstico é possível verificar se a pessoa precisa de um tratamento ortodôntico e qual o plano de tratamento adequado.

Problemas comuns que exigem tratamento

Retrognatismo

retrognatismo

Dentes salientes ou retrognatismo (dentes de coelho).

Apinhamento

apinhamento

Dentes apinhados ou falta de espaço (dentes encavalitados). Dentes com diastemas ou espaçados.

Mordida Aberta

mordida aberta

Mordida aberta.

Prognatismo

prognatismo

Quando os dentes inferiores estão à frente dos superiores.

Sobremordida

sobre mordida

Sobremordida

Como se faz o tratamento?

Através dos diversos tipos de aparelhos dentáriose de uma força suave nos dentes e maxilares estes movem-se para a posição correta. O sucesso da correção depende sempre da colaboração do paciente e da sua assiduidade nas consultas regulares de controlo com o dentista ortodontista.

O estudo ortodôntico

É uma consulta cujo objetivo é diagnosticar o problema e planear o tratamento de correção. Para o planear recolhem-se informações tal como fotografias intra e extra orais, radiografias (telerradiografia e ortopantomografia), modelos de estudo. Por vezes a montagem em articulador ou um CBCT são necessários.

Ortodontia preventiva em crianças

A ortodontia em crianças é descrita como preventiva. Inclui tratamentos que visam desenvolver harmoniosamente os maxilares para um alinhamento dentário adequado.

  • Sempre que existam maus hábitos orais tal como chuchar no dedo;
  • Quando existe mordida aberta, ou seja, quando os dentes da frente não se tocam sempre que fecham a boca. A mordida aberta causa problemas de deglutição e fala;
  • Sempre que a criança perde prematuramente dentes e não existe espaço para o nascimento dos definitivos.

Em que idade se deve fazer a 1ª consulta de ortodontia?

Segundo a OMD(Ordem dos Médicos Dentistas), todas as crianças devem ter a sua primeira consulta de ortodontia, com o seu médico dentista, por volta dos 6-7 anos de idade, após os primeiros dentes definitivos, para avaliar a necessidade de tratamento.

Se o problema dentário estiver a influenciar negativamente o desenvolvimento de uma criança, é necessário recorrer ainda mais cedo ao dentista ortodontista para diagnóstico e posterior tratamento.

Quem pode fazer um tratamento ortodôntico?

Para iniciar um tratamento de ortodontia é fundamental não ter cáries nem doenças das gengivas tais como a periodontite. A necessidade ou não de fazer uma correção ortodôntica depende do conselho do médico dentista. Todas as pessoas, nas várias idades, são candidatas, desde que prescrito pelo profissional de saúde e sempre que exista necessidade de corrigir uma má formação.

Qual a idade certa, quando colocar?

Não existe propriamente uma idade ideal. O limite em relação aos anos do paciente é muito relativo. Crianças, adolescentes e adultos podem candidatar-se a corrigir as suas arcadas. Em alguns casos é necessário intervir precocemente em crianças, evitando assim cirurgias mais complicadas em idade adulta. Em geral os aparelhos colocam-se a partir dos 6 e 7 anos, porém é possível tratamento de correção em pacientes com 50 ou 70 anos. Em relação à idade certa, tudo depende do problema a corrigir e do tipo de aparelho. O aparelho removível é mais indicado a partir dos seis anos devido ao aparecimento dos dentes definitivos. O fixo é indicado a partir dos 12 anos.

No caso dos adultos, também podem corrigir os dentes?

Sim. Qualquer pessoa, independentemente da idade, com problemas ortodônticos, pode beneficiar de um tratamento ortodôntico mesmo na idade adulta. Nesta idade corrigem-se pequenos pormenores ou problemas mais complicados. O objetivo é sempre o de aumentar a estima, melhorar a estética e a funcionalidade das arcadas dentários. É muito comum, pacientes adultos recorrerem a este tipo de tratamento para auxiliar o processo de reabilitação com implantes.

Colocar o aparelho nos dentes causa dor?

Não. Geralmente o paciente sente algum desconforto nos primeiros dias. Esse desconforto desaparece com o tempo. É normal sentir uma pequena mobilidade nos dentes durante o tratamento.

Que tipo de alimentação deve o paciente fazer durante o tratamento?

O paciente de uma forma geral pode comer quase tudo. Alimentos muito rijos podem danificar o parelho dentário e devem ser evitados. Outros alimentos tais como caramelos e pastilhas elásticas devem ser excluídos porque aumentam a formação da placa bacteriana e atacam o esmalte.

Quanto tempo dura um tratamento de correção de dentes?

O tempo depende de vários fatores como a resposta biológica do próprio paciente, o tipo de má oclusão e ainda o tipo de aparelho dentário utilizado. A assiduidade do paciente nas consultas de controlo de aparelho determina o sucesso do tratamento. Geralmente este tempo varia entre 12 a 24 meses.

Pode-se praticar desporto com aparelho dentário?

Sim. Porém, em desportos de elevado contacto físico, para evitar lesões nos tecidos moles, deve ser usada uma proteção. Existe ainda a possibilidade de optar por um aparelho sem brackets.

Problemas de saúde causados por dentes e maxilares desalinhados.

Dores na região da cabeça, dores no pescoço, nos ombros e nas costas. Zumbido no ouvido, ruídos e estalido na articulação. Dificuldade em abrir a boca. Ranger de dentes e ansiedade. Em casos graves a ansiedade pode levar a distúrbios da personalidade. Possibilidade de doença periodontal devido à dificuldade de higienizar e de manter os dentes limpos. Os dentes tortos prejudicam a imagem, confiança e interferem negativamente na vida social e profissional.

Benefícios de um tratamento de ortodontia.

Os dentes e as gengivas ficam saudáveis. Dentes alinhados permitem uma melhor mastigação e digestão. Permitem uma correta higienização evitando as doenças das gengivas. Uma mordida correta reduz o stress e as dores de cabeça. A pessoa adquire confiança e melhora as suas relações profissionais e pessoais. O sorriso, a imagem e as características faciais ficam beneficiados. A fonética e a facilidade de falar em público aumentam.

Qual a opção, tipo de aparelho mais indicado?

O ortodontista, em função do diagnóstico aconselha o mais adequado. A consulta de avaliação é muito importante para esclarecer as dúvidas em relação às várias opções.

Ortodontia Fixa

A ortodontia fixa não pode ser retirada. Apenas o dentista a pode remover.Normalmente é conhecida por brackets que são pequenas peças metálicas por cima dos dentes e que vão suportar o arco que produz a deslocação e correção dos dentes. Através do uso do aparelho e controlo mensal pelo dentista é aplicada uma força suave sobre os dentes. Essa força obriga os dentes a moverem-se lentamente corrigindo assim as imperfeições.Desta forma os dentes vão para o local correcto.

Ortodontia Removível

A ortodontia removível é aplicada nos dentes pelo dentista e pode ser retirada pelo paciente para comer e também para higienizar. Só o dentista/ortodontista pode aconselhar o tipo de aparelho adequado ao seu caso.

Casos Clínicos

AntesDepois
antes do tratamento ortodonticodepois do aparelho dentário

Preços Ortodontia (Aparelhos Dentários)

Ortodontia
Controlo de aparelho 45,00 €
Aparelho fixo de ortodontia 400,00 €
Aparelho de contenção 220,00 €
Expansor palatino 220,00 €
Aparelho estético cerâmica 500,00 €

Referências/ Bibliografia:
1. Ghafari JG. Centennial inventory: The changing face of orthodontics. Am J Orthod Dentofacial Orthop 2015;148:732-739
2. Wiechmann D, Rummel V, Thalheim A, Simon JS, Wiechmann L. Customized brackets and archwires for lingual orthodontic treatment. Am J Orthod Dentofacial Orthop 2003 124: 593-599.
3. Buser D., Martin W. Belser UC. Optimizing esthetics for implant restorations in the anterior maxilla: Anatomic and surgical considerations. Int J Oral Mxillofac Implants 2004
4. Folheto educativo sobre ortodontia da Ordem dos Médicos Dentistas - PDF

Última atualização: