Odontogeriatria

Em que consiste ?

tratamentos dentários em idosos
É uma especialidade da medicina dentária que estuda, trata e previne as doenças orais das pessoas com mais de 60 anos. É uma especialidade recente, criada para ir de encontro à necessidade atual de tratar as doenças orais das pessoas idosas.

Com o avanço da ciência e da medicina, a esperança média de vida aumenta. As pessoas vivem mais anos. Com a diminuição da natalidade a população está mais envelhecida e estima-se que a percentagem de idosos em Portugal seja cerca de 32% da população.

Por estas razões criou-se a odontogeriatria especialmente dedicada aos idosos e às suas necessidades. O objetivo com a especialização de médicos dentistas nesta área da medicina dentária é a de proporcionar melhores e mais eficientes cuidados de saúde oral em pessoas da terceira idade.

Quais são as principais alterações orais no processo de envelhecimento ?

  • O paladar fica diminuído.
  • A boca fica mais seca e este processo denomina-se de xerostomia. A secura da boca é devida à alteração das glândulas salivares quer por causa da ingestão de medicamentos quer devido a doenças que atacam estas glândulas secando-as.
  • A xerostomia provoca retenção de células epiteliais e restos alimentares provocando micro organismos. Por esta razão surge a halitose no idoso.
  • A xerostomia dificulta o processo de mastigação dos alimentos, a deglutição e a fala. Estes fatores dão origem a uma dieta deficiente e pouco rica em nutrientes prejudicando a saúde em geral.
  • O tecido ósseo sofre alterações tais como a diminuição da sua resistência. A reabsorção aumenta. Inicia-se a retração gengival, mobilidade e perda de dentes.
  • A perda de dentes é frequente devido a cárie, doença periodontal (inflamação e infeção dos tecidos de suporte) e mobilidade provocada pelo défice de osso e infeção dentária.

Como prevenir a degradação dos dentes nos idosos ?

  • A higiene dentária e as consultas periódicas no dentista são a melhor maneira de evitar a xerostomia, cáries, doenças periodontais e cancro oral.
  • A alimentação e uma dieta equilibrada à base de frutas, legumes e fibras, evitando doces e bebidas refrigerantes, vão proporcionar ao idoso um organismo mais funcional e melhor saúde oral.

Importância das próteses e dos implantes dentários na terceira idade

O ideal seria que a pessoa idosa tivesse a possibilidade de recuperar a sua dentição perdida através do melhor e mais eficaz tratamento conhecido na atualidade que são os implantes dentários. Porém a realidade do nosso país não é essa. Muitos idosos não conseguem suportar sequer o custo de uma prótese acrílica removível. Encontram-se em uma altura da vida em que o ganho financeiro é menor porque estão reformados e o custo da implantologia, apesar de muito acessível nas nossas clínicas ainda pesa no bolso da maioria. O ideal é que o estado comparticipa-se de alguma forma o tratamento prevenindo assim muitas doenças que são posteriormente um custo para o país, tais como problemas gastrointestinais, digestivos e psicológicos.

Implantes para segurar dentaduras

Este é talvez o procedimento mais procurado por pacientes com mais de 60 anos. São as denominadas dentaduras fixas ou overdenture.

As próteses removíveis inferiores começam a ficar folgadas e a oscilar devido à perda de osso na mandíbula. A única forma de as fixar é com a ajuda de dois implantes na mandibula fixos à dentadura. Este procedimento contribui para aumentar a estabilidade da prótese, restitui a função do sistema mastigatório assim como a função fonética.

A importância de ter dentes não significa apenas mastigar , falar corretamente e prevenir doenças derivadas. Tem um sentido muito mais abrangente que inclui a estética facial e o bem estar psicológico, a inserção social do idoso.

O idoso desdentado e sem prótese adequada tende a isolar-se e a deprimir-se solitariamente. Para responder de forma eficaz a estes problemas surgiu a odontogeriatria que incide sobre os problemas orais nas pessoas da terceira idade procurando resolve-los, aumentando o seu conforto e a sua qualidade de vida.