Periodontite

periodontiteA periodontite é uma infeção bacteriana que afeta os tecidos periodontais (gengiva, ligamento periodontal e osso alveolar) responsáveis pelo suporte dos dentes na cavidade oral.

As gengivas começam por separar-se e a recuar do dente permitindo que a placa bacteriana avance pela raiz, pelas fibras de suporte e pelo osso. Na periodontite avançada as fibras de suporte e o osso estão destruídos. Os dentes começam por ter mobilidade sendo muitas vezes necessária a sua extração.

Sintomas:

  • Mau hálito (halitose);
  • Sensibilidade dentária ao frio;
  • Alteração da posição dentária;
  • Pus na gengiva (supuração);
  • Hemorragia gengival espontânea;
  • Hemorragia durante a escovagem;
  • Mobilidade dentária;
  • Gengiva vermelha e inchada;
  • Dentes descarnados;
  • Retração gengival;
 

O que é a doença das gengivas?

periodontite gengiviteTrata-se de uma inflamação que quando evolui pode afetar o suporte dos dentes ou seja o osso do maxilar ou mandíbula.Com a destruição do suporte dos dentes formam-se bolsas periodontais.
A inflamação da gengiva é causada por bactérias que vivem na boca de cada pessoa e que com o tempo vão criando uma película. Para evitar que essa película fortaleça e fique rija é necessário escovar diariamente muito bem os dentes ou corre o risco de já não ser possível a sua remoção. Esta película denomina-se por placa bacteriana. Por vezes, quando a placa bacteriana é abundante só já é possível de ser removida pelo dentista.

Quais são as consequências da periodontite?

A periodontite pode causar mobilidade dentária, ou seja, os dentes podem começar a abanar. Se a mobilidade for grande pode significar perder os dentes pois eles têm que ser removidos pelo médico dentista. Em casos extremos ou quando a doença está muito avançada podem cair naturalmente.

Quais são as fases da doença das gengivas?

A fase inicial caracteriza-se pelo aumento da placa bacteriana na zona entre o dente e a gengiva. Este aumento da placa produz uma inflamação da gengiva e denomina-se por gengivite. A gengivite quando detetada precocemente pode ser tratada e é reversível. A fase irreversível da doença chama-se periodontite, ou seja, o suporte dos dentes, o osso, fica definitivamente comprometido. Por vezes forma-se uma bolsa invisível por baixo das gengivas onde se alojam restos de alimentos e placa bacteriana.

Como detetar a doença das gengivas?

O primeiro sinal surge ao escovar os dentes, surge uma ligeira hemorragia. Outros sinais de alerta são gengivas inflamadas ou avermelhadas. As gengivas podem retrair e os dentes parecerem ser mais compridos que o normal. Os dentes podem ficar separados e aparecer pus. O mau hálito persistente é também um sinal de alerta assim como a sensação de sabor desagradável e constante na boca.

Como se trata a periodontite e gengivite?

  • A prevenção escovando muito bem os dentes pode ajudar na eliminação da placa bacteriana que por vezes calcifica;
  • A destartarização remove a placa bacteriana mesmo quando esta já se transformou em tártaro ou está calcificada. A destartarização é feita com um aparelho que emite vibrações e tem o nome de destartarizador;
  • O alisamento radicular é também uma alternativa para o tratamento das gengivas. Trata-se da raspagem da raiz do doente. Com esta raspagem cuidadosa o dentista alisa e limpa as zonas irregulares da raiz e as bolsas que se formam. O procedimento contribui para evitar que se acumulem novamente placa e tártaro nessa zona. Este tratamento pode ser feito manual ou com a ajuda de aparelhos de ultra sons;
  • A cirurgia para eliminação das bolsas periodontais é outra forma de tratar a periodontite. O tecido gengival é descolado, a placa removida e a gengiva é novamente reposta e suturada. É um procedimento feito no consultório com anestesia local e o pós operatório é fácil e sem dor.